“Fake Sugar” é a estreia a solo de Beth Ditto

  •  
  • 0
  •  

Já podes ouvir “Fire”, o single de antecipação do novo álbum.

Depois de 17 anos a liderar os The Gossip, Beth Ditto fará a sua estreia a solo com o álbum “Fake Sugar”, que será lançado a 16 de junho com o selo Virgin Records. “Fire”, o primeiro single, estreou na BBC Radio 1 e já se encontra nas várias plataformas digitais.

Ditto, que já tem agendados para este mês vários concertos esgotados em Berlim, Londres e Paris, contou com Jennifer Decilveo (Andra Day, Ryan Weaver) como a sua principal colaboradora em “Fake Sugar”. A produtora balançou com mestria o impulso punk de Ditto com uma abordagem pop. Como Ditto afirma, «ela foi as rodas dos meus patins em linha. Discutíamos o dia todo e adorei isso.»

Em “Fake Sugar”, Ditto aborda temáticas como o amor, perda, olhar para o passado e seguir em frente com toda a sensualidade, pungência, força e beleza de uma artista iconoclasta. O álbum é uma mistura de blues com pop, rock e muita soul. “In and Out” tem um espírito próximo da música das girl bands dos anos 1950, “Savoir Faire” alia uma sensibilidade disco à voz rock de Ditto, enquanto “Go Baby Go” é um tributo a Alan Vega, dos Suicide. Em “Oh My God”, a crueza, o tremor e a frescura de Ditto tanto remetem para Tina Turner como para Bobbie Gentry.

Diddo cresceu numa pequena cidade do Arkansas, Judsonia. «As pessoas perguntam-me onde fui buscar a minha confiança», diz. «Falem com a minha mãe». A sua mãe era uma verdadeira supermulher: uma enfermeira que criou oito filhos solteira. Aos 18 anos, Ditto saiu da sua cidade natal e mudou-se para Olympia, Washington, onde formou os the Gossip com os seus futuros colegas de banda.

«Estava a fugia das coisas más que fazem parte da cultura sulista», lembra Ditto. «Já cresci e sinto-me grata pela minha família e, por isso, consigo finalmente abraçar o que existe de bom onde cresci». As letras de “Fake Sugar” estão repletas de alusões, rimas e expressões próprias do sul dos EUA, como “Yankee dime” (um beijo).

Além dos seis álbuns que lançou com os The Gossip, Ditto já gravou com artistas como Blondie, a lenda do disco Cerrone ou DJ Netsky, colaborou com Jean-Paul Gaultier na sua linha de roupa de luxo plus-sized, fez trabalhos de moda para Marc Jacobs e apareceu no filme “Nocturnal Animals”, de Tom Ford, nomeado para os Óscares.

Ficha técnica

18/04/2017 Redacção

Array
(
    [post_type] => Array
        (
            [0] => hot_gear
            [1] => breve
            [2] => featured
        )

    [posts_per_page] => 3
    [post__not_in] => Array
        (
            [0] => 65104
        )

    [orderby] => rand
    [tag__in] => Array
        (
            [0] => 17711 
            [1] => 17710 
            [2] => 17286 
            [3] => 17304 
        )

)
  IR PARA O TOPO